Um dos maiores pesadelos do email marketer é ter sua campanha enviada diretamente para a caixa de spam. Estima-se que 45% de todas as mensagens de correio eletrônico enviadas no mundo são consideradas spam — como, então, garantir que suas campanhas não sejam umas delas?

A qualificação do seu endereço de email, também conhecida como sender reputation, é uma das características de maior importância para garantir que as mensagens cheguem até seus destinatários.

Enquanto muitos marketers se preocupam em aumentar seu open rate e click-through rate, eles podem acabar deixando de lado um aspecto tão importante quanto fazer uma campanha matadora: garantir que ela chegue ao lead em primeiro lugar. E é seu sender reputation que te ajudará com isso.

Sender Reputation: como os ESPs protegem os usuários

Você sabia que o trabalhador médio, em um dia útil, recebe cerca de 121 emails por dia? Muita coisa, certo? Agora imagine que ele leve cerca de 30 segundos para ler cada um; são 1 hora e 30 minutos por dia só lendo emails.

Pensando em proteger seus usuários, os ESPs utilizam o Sender Reputation, uma pontuação atribuída a um remetente com base na qualidade das campanhas de email, na frequência, no tamanho e na interação do usuário.

Essa pontuação serve para proteger os usuários de ter suas caixas de entradas lotadas de mensagens — é o Sender Reputation que determina se os provedores de serviços de email entregarão emails nas caixas de entrada dos usuários ou não.

O processo é feito sem invasão de privacidade, somente por análises algorítmicas. Após a verificação, que ocorre de forma automática e constante, o provedor define a pontuação do remetente e, caso seja baixa, sua mensagem pode acabar na caixa de spam do usuário.

O que compõe o Sender Reputation?

Como mencionamos, os provedores realizam análises constantes e automáticas da reputação do remetente verificando alguns requisitos básicos.

Alguns dos pontos mais importantes na reputação de um remetente são:

  • Taxa de engajamento dos usuários;
  • Reclamações dos usuários;
  • Endereço de IP utilizado;
  • Autenticação da conta;
  • Armadilhas de spam;
  • Histórico de envios;
  • Conteúdo.

Em outras palavras, se os usuários interagem bem com suas mensagens, se você tem uma média de open rate alta (entre 15% e 25% é aceitável), poucas reclamações de spam e uma taxa de bounce baixa, provavelmente sua reputação com os ESPs é boa.

Mas não são só esses pontos considerados. A forma como seu conteúdo é construído também é avaliada (sim, o ESP lê seu conteúdo antes de enviar para a caixa de entrada do usuário).

Emails com vários botões como “Clique aqui”, “Assine”, “Conheça mais”, ou múltiplos links associados ao corpo do email costumam ter como destino a caixa de spam. Links ocultos por trás de imagens são considerados armadilhas, visto que o usuário pode clicar sem querer e ser direcionado à uma página que ele não tenha interesse.

Outros pontos importantes são a relevância do conteúdo enviado e o engajamento de outros usuários. Imagine enviar um email com promoções de cera depiladora para homens, não seria muito útil, certo?

A quantidade de destinatários que receberem esse email e voluntariamente clicarem nos links e acessarem a página para pesquisar produtos, tirar dúvidas ou entrar em contato com a empresa é considerada um indicador de confiança daquele remetente.

Quando a taxa é muito baixa, o remetente começa a perder a sua reputação e seus emails podem passar a ser encaminhados para a caixa de spam.

Como saber seu Sender Reputation?

Algumas ferramentas de terceiros permitem consultar sua pontuação. Dependendo do serviço que você usar, poderá receber dados diferentes — mas é válido para ter uma ideia de onde você se encontra.

Outra forma de medir como é sua reputação é acompanhando suas métricas de email marketing. Open rate, Click-through rate, taxa de bounce e engajamento são as mais importantes.

Como melhorar a reputação da minha conta?

Existem diversas formas de melhorar a reputação da sua conta e aumentar a eficiência das suas campanhas de email marketing.

Como falamos, seu conteúdo é fundamental. Certifique-se que o seu email possui um conteúdo interessante aos seus destinatários, sem plágios, sem excesso de informações e com um direcionamento adequado.

Trabalhar o seu público de forma segmentada é outro ponto. Considere que nem todos terão os mesmos interesses mas é possível enviar campanhas diferentes para clientes em estágios diferentes do funil de vendas.

No entanto, antes de tudo isso, você precisa garantir que sua lista de email é compostas por endereços ativos, que não afetarão sua taxa de bounce. Para isso, é possível utilizar um verificador de emails, como a Emailable.

O verificar de email garante que a sua lista de contatos está em dia. Estima-se que 4,5% das contas de email criadas expiram em menos de um mês — ficar enviando mensagens para essas contas certamente não fará bem para seu Sender Reputation.

A ferramenta checa cada endereço do mailing procurando endereços inativos, com erros de digitação, contas role-based ou armadilhas de spam. Ela faz isso de forma automática, sem enviar uma única mensagem para os destinatários da sua lista.

A reputação da sua conta de email representa a confiabilidade digital da sua empresa para os seus clientes. Todo o processo de campanhas digitais deve ser feito de forma coerente, objetiva e sem “armadilhas” para os clientes.

Quanto melhor for sua reputação, maiores são as chances das suas campanhas terem mais sucesso e retorno, além de ampliar o seu mercado digital e aprimorar a cada dia a imagem da sua empresa.

Conheça um pouco mais sobre as funcionalidades da Emailable para a sua empresa!